Quando buscar um consultor e quando procurar um mentor?

Hoje quero conversar com vocês sobre a diferença entre mentores e consultores.

É muito comum a confusão entre o que é um mentor e o que é um consultor e para tentar deixar isso um pouco mais claro vou exemplificar cada um deles:

Foto de bruce mars

CONSULTOR:

Pense no consultor como um médico.

Quando você vai ao médico você diz a ele quais são os seus sintomas, o que  está sentindo, onde está doendo; e o médico com toda a sua experiência faz uma análise e lhe dá uma medicação.

Foto de rawpixel

Quando apenas a experiência do médico não é suficiente para chegar a uma conclusão sobre qual é o seu problema de saúde, este lhe pede alguns exames para ter certeza do diagnóstico final.

O médico não vai pedir sua ajuda para solucionar o seu problema de saúde. Talvez ele peça ajuda para outros médicos, outros especialistas, mas nunca vai pedir a opinião do paciente a respeito do assunto e nem se o paciente concorda ou discorda de uma determinada medicação ou dieta.

Assim funciona com os consultores: ele faz um diagnóstico da sua empresa para saber quais são os sintomas que ela apresenta, faz alguns exames no fluxo de caixa, nas vendas, nos dados de cliente, funcionário, fornecedor e te entrega um resultado. Tudo o que você precisa saber e fazer estarão neste documento.

Foto de Carlos Muza

O consultor irá te “receitar” o que fazer e lhe dirá quais são as consequências caso você não faça exatamente o que ele diz! Acompanhará a empresa durante um grande período, muitas vezes por mais de 20 anos, para ajustar o “tratamento”.

O trabalho do consultor é de importante porque com ele a empresa consegue ter um diagnóstico rápido, uma solução definitiva e consegue voltar a respirar, a ter vida, assim como o médico faz com seus pacientes.

E assim como o médico é procurado pela pessoa física quando esta está doente, o consultor geralmente é buscado quando a pessoa jurídica está passando por dificuldades.

 

MENTOR

O mentor é mais parecido com um professor.

Quando um aluno de medicina (para manter o exemplo na área de saúde) não consegue resolver um problema, ou compreender qual o problema de um paciente, o professor procura ajudar o aluno a pensar sobre o assunto, fazendo perguntas, explicando causas e consequências e ensinando o aluno fazer diagnóstico e fazer tratamento.

Foto de Kelsey Knight

Este professor irá acompanhar o aluno durante toda a vida acadêmica dele (as vezes por apenas um semestre), mas não pela vida inteira, pois partirá do pressuposto que se este aluno “passou”, ele sabe fazer e não precisa mais da ajuda do mestre.

Na verdade, este aluno poderá ser o próximo mestre, dando sequencia ao legado deste professor!

E assim é o mentor com o empreendedor ou empresário. O objetivo da mentoria é “ensinar” (em um sentido amplo – por isso mentorar seria mais indicado) o empresário a tomar as decisões relativas à sua empresa.

O objetivo da mentoria não é resolver os problemas da empresa, mas sim se antecipar à eles, ou seja, serve para lançar novos produtos, atacar novos mercados, criar coisas novas, para inovar e entrar na Indústria 4.0.

Foto de Brooke Cagle

A ideia da mentoria, então, é que o empreendedor receba ajuda, auxílio para desenvolver novidades e voltando a analogia do mentor com o professor; em sala de aula a ideia do professor não é simplesmente contar para o aluno qual é o resultado do problema e sim ensinar este a resolvê-lo. O professor não vai entregar tudo pronto ele vai ensinar o aluno a encontrar a melhor solução para aquele caso, para aquele problema.

 

EM RESUMO

Por isso diferente do consultor o mentor não precisa conhecer tudo a respeito de um determinado assunto. Ele precisa na verdade conseguir ajudar o empresário ou empreendedor a desenvolver e aumentar suas habilidades para resolução de determinado problema.

Foto de Alvin Mahmudov

Efetivamente é um modo diferente de ver e de se analisar e que causa estranheza para muitas empresas e empresários que estão acostumados com a resolução dos problemas entregues por consultores.

Por isso é comum as empresas pedirem para o consultor suas indicações, quem já atendeu, quais os resultados. E é importante, porque ajuda o empresário e empreendedor a medir o tamanho da experiência que ele (consultor) tem.

E voltando a analogia com o médico, é claro que ninguém vai procurar um otorrino quando tem problemas de coração.

Agora quando estamos falando em mentoria, nós não estamos falando em alguém que é especialista em determinada área, mas alguém que vai ajudar você a entender o seu problema e a resolver isso.

Quando doente, você busca o médico; quando deseja aprender coisas novas procura um professor. E é claro, que às vezes esse professor também pode ser médico e esse médico professor. Em nossa analogia, um mentor pode também ser consultor e vice versa!

E lembrem-se que nem todas as ferramentas servem para todos os parafusos e porcas.

Espero que este pequeno exemplo tenha ajudado a pensar um pouco mais sobre a igualdade e a diferença entre mentores e consultores.

One thought on “Quando buscar um consultor e quando procurar um mentor?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *