Sorte ou competência?

sorte1É comum escutar de algumas pessoas que os empreendedores que tiveram sucesso só o conseguiram porque tiveram sorte! Sorte ao encontrar um investidor, sorte de ter pensado em um negócio incrível, sorte, sorte, sorte!

O que às vezes nos esquecemos é de quanto esse empreendedor trabalhou para conseguir este sucesso!

Para chegar ao topo é necessário ter preparo; e não só preparo do negócio, ou seja, montar um modelo de negócios, ter um plano financeiro; mas também o empreendedor precisa ter conhecimento do que estará produzindo, o empreendimento precisa estar de acordo com sua tendência vocacional e principalmente o empreendedor precisa desenvolver networking.

Ter conhecimento do que se produzirá significa mais do que apenas conhecimento técnico, laboratorial. É importante manter-se desenvolvendo e aperfeiçoando a ideia com base nas informações obtidas no mercado e com o networking que é desenvolvido.
Não fazer mudanças frequentes no negócio, mesmo no inicio, demonstra uma inercia de mercado, uma falta de acompanhamento do que está acontecendo em volta e é péssimo para uma startup. ATENÇÃO: Não é para criar coisas novas o tempo todo, mas sim para ficar atento as mudanças que o mercado exige no produto e para isso ser rápido é preciso que o próprio empreendedor conheça seu produto com profundidade.

Apespreparadoar de parecer papo de ‘autoajuda’ quando o empreendedor está envolvido com algo que lhe agrada e tem ligação com sua vocação inicial a probabilidade de sucesso é muito maior! Entenda a q
uestão por completo: se você é um ótimo desenvolvedor de software, adora programar e passar horas na frente do computador, não significa que será um prazer empreender desenvolvendo softwares, pois uma coisa inerente ao empreendimento é vender e se você não gosta de sair da sua sala para falar com pessoas tente um bom emprego ou um sócio que se identifique com a área de software, porém que ame ficar na rua falando com as pessoas. Assim, você aumenta suas chances de ter um negócio de sucesso, já que tem alguém para produzir e outro para vender!

Ah! E não se engane com a frase: eu contrato alguém que faça… Se você não souber fazer primeiro não poderá acompanhar o que seus funcionários estão fazendo e nem cobrar os resultados, por falta de conhecimento.

E por fim, networking! Acho que nem preciso discorrer muito sobre este assunto, afinal conhecendo as pessoas certas podemos conseguir as coisas que precisamos.

Uma dica que deixo é procure as associações comerciais ou industriais para participar dos eventos e reuniões. Lembre-se que empresários se relacionam com empresários, então se você deseja ser um empresário de sucesso busque se relacionar com eles.

Sucesso e muito trabalho a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *