Estamos em tempos de Inovação Total

Há alguns anos atrás, quando perguntávamos qual o diferencial de sua empresa invariavelmente ouvíamos a palavra “qualidade”. Mas o que é a qualidade se não algo já esperado pelos nossos clientes? Não estou menosprezando a questão qualidade, estou dizendo que qualidade deixou de ser diferencial para ser obrigação de toda empresa.

Hoje, por enquanto, a “qualidade” como diferencial foi substituída pela “inovação”. Digo por enquanto porque é sabido que empresas no mundo todo já atingiram o patamar de inovação contínua (sempre inovando) o que nos faz “correr” atrás do prejuízo.

Mas como conseguir inovar, de verdade, em tempos tão difíceis?

Serei repetitiva, mas não existe receita de bolo. O que existe são culturas empresariais e estratégias que precisam ser adotadas para se alcançar tal façanha!

A figura abaixo (Kotler, 2011) demonstra o Sistema de Inovação Total. Observe:a-bblia-da-inovao-10-638Perceba que desde o início a empresa precisa pensar inovação, ou seja, seu planejamento estratégico deve ser direcionado à este tópico. Depois é necessário ter processos que levem a concretização do planejamento para inovação. Isso nos leva à bons resultados, que claro precisam ser medidos através de indicadores e as pessoas envolvidas precisam ser recompensadas adequadamente, para que o ciclo continue.

Pois bem, o complicador é que tudo isso só acontece em empresas que possuem uma cultura criativa. E por quê? Porque só é possível pensar inovação quando a empresa dá abertura para as pessoas discordarem do status quo existente e se questionarem do motivo pelo qual as coisas acontecem.

Para termos uma empresa mais criativa é necessário incentivar isso nos funcionários. Existem algumas maneiras de fazer isto, tais como: estar aberto a inovações; enxergar a empresa como um todo; nunca rejeitar ideias; não temer os erros e incentivar sempre.

Sei que inovação não é apenas criatividade (voltarei a falar sobre o assunto inovação em outros posts), porém não podemos esquecer que as empresas mais inovadoras também são as mais criativas, afinal de contas quem imaginaria um dia ter um carro que dirige sozinho sem motorista? Só alguém muito criativo para imaginar que isso é possível e depois alguém muito competente para colocar esta ideia em prática!

Bem vindo ao novo mundo, onde a inovação é o que realmente conta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *