O poder do posicionamento de mercado

Tem se tornado constante empreendedores que me perguntam sobre como patentear um produto ou registrar uma ideia, objetivando que ninguém as copie! Sabemos que existe um processo bem específico para se realizar tais coisas e empresas especializadas em fazer isso! O que nos esquecemos é que patente não traz receita para a empresa startup e muito menos garantia de ganhos futuros.

O que quero dizer é que, apesar de importante, os esforços e recursos do empreendedor devem ser para posicionar seu produto ou serviço corretamente no mercado, mostrando ao mundo que este (produto ou serviço) é o original e que qualquer outro é uma mera cópia!

posicionamento de mercado

Pense em uma bolsa Victor Hugo, em seus detalhes, qualidade, exclusividade, etc.; agora imagine uma cópia desta mesma bolsa. Quem vai comprar a original? E quem vai comprar a cópia? Quanto custa uma original? Quanto custa uma cópia?

Veja a Victor Hugo fabrica bolsas para mulheres da classe A, que buscam por sofisticação e praticidade. As cópias são vendidas para mulheres da classe C e D, que desejam “imitar” essas mulheres!

Não estou aqui dizendo quem está certo ou quem está errado. Na verdade há público para ambos “modelos” de bolsas. Quando os produtos (mesmo iguais) não competem no mesmo segmento e posicionamento de mercado dizemos que não há concorrência. Ou seja: você jamais verá uma mulher da classe A comprando uma bolsa não original!

Voltando ao questionamento das startups, quando seu mercado é bem definido e seu produto bem posicionado você se “blinda” e impede que seus concorrentes vendam para o mesmo público alvo.

proteção de mercado

Para que isto aconteça é necessário que se conheça com profundidade as necessidades e desejos dos clientes. Sim, de novo e novamente, SEU CLIENTE. O que o seu cliente precisa de verdade? O que você vai oferecer à ele que o fará pensar que qualquer outro produto é apenas uma cópia do original (que é você)?

Quando se sabe ao certo a resposta da pergunta acima, fica fácil definir seu segmento e posicionamento de mercado e mais fácil ainda criar as barreiras de entradas necessárias para seu negócio.

É claro que não devemos descartar por completo as patentes ou registros, porém criar barreiras de entradas mercadológicas é mais rápido, mais barato e oferece retorno financeiro imediato.

Pense nisso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *