Trilha Business Model Canvas: Fonte de Receitas

Após as definições de clientes, proposta de valor, canais e relacionamento o empreendedor já tem uma visão do que e onde o público alvo compra, bem como sabe a melhor forma de mantê-lo fiel à sua marca.

Agora é o momento de decidir qual o melhor modelo de transação financeira, ou seja, definir se a empresa irá vender ou alugar o produto, se será serviço de assinatura, se o serviço básico será gratuito e os extras cobrados, etc.

A estratégia definida como Fonte de Receitas deve primeiramente atender ao que os clientes estão dispostos a pagar.

Continue reading “Trilha Business Model Canvas: Fonte de Receitas”

Trilha Business Model Canvas: Relacionamento com Clientes

Mais difícil do que conquistar clientes é mantê-los fiéis e defensores da marca! Isto porque, geralmente, as pessoas estão dispostas a experimentar coisas novas, porém elas só voltam a consumir o produto ou serviço se suas expectativas forem atendidas ou superadas.

O movimento de “sair do escritório” prescrito no Lean Startup para o desenvolvimento de novos negócios nasceu das estratégias de CRM (customer relationship management), e que de acordo com Kotler (2006) na maioria das vezes buscava o conhecimento e o relacionamento com o cliente objetivando sua fidelização.

Foto de Kelly Sikkema Continue reading “Trilha Business Model Canvas: Relacionamento com Clientes”

Trilha Business Model Canvas: Canais

A próxima etapa do Business Model Canvas é Canal de Vendas e de Distribuição, que nesta ferramenta analisamos de maneira conjunta.

Começaremos falando da distribuição, que é nada mais nada menos que o fluxo de um produto ou serviço do produtor ao consumidor final.

A pergunta principal que devemos fazer no Business Model Canvas é que tipo de distribuição melhor atende os valores dos clientes.

Continue reading “Trilha Business Model Canvas: Canais”