Maio o mês da indústria

Para quem não se lembrou ou não sabia, o último dia 25 de maio foi comemorado o dia da indústria.

Esta data foi escolhida em homenagem ao patrono da indústria nacional, Roberto Simonsen, que faleceu em 25 de maio de 1948. Roberto Simonsen foi um engenheiro, industrial, administrador, professor, historiador e político, além de membro da Academia Brasileira de Letras – ABL.

Roberto Simonsen. Fonte: FIESP

Roberto Simonsen foi escolhido patrono da indústria nacional porque na década de 1930, desempenhou papel fundamental para a consolidação do parque industrial brasileiro. Ele sempre trabalhou a favor da indústria nacional.

Enquanto os países ricos estavam em conflito (1938 a 1945) o Brasil começava a fabricar os produtos até então importados da Europa e da América do Norte.

A inauguração da Siderúrgica de Volta Redonda foi o impulso que faltava para essa atividade que se tornava forte, mas ainda estava sob responsabilidade do Estado.

O mundo mudou, a indústria cresceu, mas ainda precisamos lutar pela indústria… Antes eram os governos que não tinham interesse no desenvolvimento industrial privado, hoje me parece que até mesmo os trabalhadores ainda não entenderam a importância da indústria.

Uma indústria forte garante bons empregos e bons salários, uma indústria falida quebra um país! Eu não estou falando das grandes multinacionais, que para quem não sabe de acordo com o SEBRAE no Brasil representam apenas 5% das empresas.

Isso mesmo, 95% das empresas no Brasil são micro, pequenas e médias empresas. Ou seja, cada lei, cada regra, cada gesto contra a indústria prejudica os pequenos empreendedores, que estão tentando melhorar sua própria vida e a de seus funcionários.

Minha sugestão: antes de criticar o empresário nacional, lembre-se que ele é como você e talvez tenha até um pró-labore menor que o seu salário, os “ricos” infelizmente não são a maioria…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *