Empreendedorismo e a tomada de decisão

Tomar decisão em um negócio nem sempre é fácil, mesmo porque o que funcionou no passado pode não funcionar no presente. E claro, não existe uma “receita de bolo” do tipo faça primeiro A; depois B e seu resultado será incrível.

Um ponto importante, porém pouco discutido sobre tomada de decisão, é o fator percepção; ou seja, o “problema” depende dos “olhos de quem vê”. É como na figura abaixo. O que você percebe? Um cálice? Ou dois rostos de frente, quase se beijando?

percepção

Perceba a diferença na percepção, a figura é a mesma! Provavelmente se esta figura fosse o “problema” que tivéssemos que resolver na empresa haveria uma grande discussão, pois cada pessoas vê uma foto diferente.

Ainda sobre percepção há algo que quero ressaltar neste artigo: a dificuldade que os empreendedores têm para identificar problemas. Não quero dizer que eles não percebam problemas, mas sim que priorizam os problemas visíveis e não os realmente importantes.

Vou dar um exemplo:

Em 2014 especialistas afirmaram que o Estado de São Paulo enfrentaria uma grave crise hídrica e que era necessário que todos economizassem água e se preparasse para a crise. Em 2014 não faltou água, assim não houve problema – logo poucos se prepararam efetivamente para a crise hídrica.

Em 2015 vimos os empresários desesperados sem água para produzir (o pouco que se tinha de pedidos) e aí presenciei soluções birabolantes, incluindo a compra de água de caminhões pipas!

Bom, e se já no início de 2014, quando se teve a notícia que haveria uma crise hídrica as empresas se preparassem, com mais uma caixa d’água, com abertura de novos poços artesianos, com investimento em reuso de água, etc, etc. provavelmente passariam “ilesas” pela falta de água na torneira.

O mais interessante é que voltou a chover! Porém há ainda o alerta de que a chuva que veio não foi suficiente para deixar todos os reservatórios a 100% e o pior como estamos em um outono com cara de verão, a água está evaporando mais rápido e sem previsão de chuva!

Será que esse empresário que pagou muito, muito caro em caminhões pipa para não parar a produção vai ter que tomar a mesma decisão de novo ou ele já aprendeu e “se preveniu”?

Ficar colocando a “culpa” no estado não resolve problema administrativo. É sim importante cobrar soluções do governo, porém não dá para esperar que o governo venha administrar seu negócio!

Assim como no caso da crise hídrica, existem inúmeros outros problemas extremamente importantes, que podem causar a parada total da empresa, mas que deixa de ser percebido por que não aparece.

autodesenvolvimento2 Tomar decisões requer analisar tudo com muita profundidade e sabedoria. Percebendo as várias nuances que um problema pode ter e como ele poderá afetar direta ou indiretamente sua empresa.

Uma pergunta: como o terremoto no Japão impactou seus negócios? Você já parou para analisar? Qual decisão tomou? Se não viu as notícias; algumas empresas japoneses pararam a produção, tais como Sony e Honda. Você vende para elas? Você é fornecedor delas? Sua cadeia produtiva envolve produtos oferecidos por estas empresas?

 

Ser empreendedor requer saber tomar decisões e o melhor é tomar decisões racionais, pensadas e estruturadas e não no susto! Pense nisso…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *